Voce é dono (a) da sua vida?

Outro dia assisti ao Pr. Fábio de Melo dizendo em um programa de televisão que: “o 11° mandamento deveria ser “e cuidarás da sua vida”.
Achei essa declaração fenomenal! Primeiro pelo conteúdo da mensagem, segundo por quem ela foi dita (um padre), e terceiro que ela foi proferida por uma pessoa que recentemente veio a público e declarou estar sofrendo de síndrome do pânico.


Apesar dessa fala do Padre ser irônica, ela é muito verdadeira. Isso porque aquilo que até um certo tempo era visto apenas como fofoca (que também é muito destrutiva) mas estava muito mais na boca do outro do que internalizada, passou a fazer parte da vida moderna como um “ideal do ser”, ou seja, as cirurgias plásticas, o photoshop, a casa, o carro, a vida perfeita … Tudo isso está sob a vigilância do olhar do outro, com o seguinte slogan “o que os outros vão pensar quando verem isso?”.
Talvez não seja por acaso que no século XXI com o grande aumento de doenças psíquicas e uso de medicamentos psiquiátricos, surge um programa de grande audiência chamado Big Brother.
Muito provavelmente você já ouviu falar desse programa, mas resumidamente ele consiste em confinar um grupo de pessoas em uma casa repleta de câmeras, durante três meses para a disputa por uma quantia em dinheiro. Ou seja, essas pessoas literalmente vendem sua alma. Isso porque estaram sob o olhar e o julgamento de milhões de pessoas, a respeito de tudo que já fizeram em suas vidas antes do “jogo”, durante o confinamento, e depois do programa, pois serão sempre chamadas de “ex-bbb”.
Temos portanto no exemplo desse programa a realidade nua e crua do que se passa com muitas pessoas atualmente, sentem – se vigiadas o tempo todo pelo olhar de “alguém” que lhes cobra perfeição.
Em paralelo a isso temos uma das doenças psíquicas mais frequentes atualmente, a Síndrome do pânico. Essa síndrome é assim chamada devido o mito de Pan.
Tal mito nos diz que quando as pessoas passavam por um determinado pântano ouviam uma voz aterrorizante, como de um monstro, mas não viam o monstro e nem sabiam de qual direção a voz vinha.
Interessante que esse mito se assemelha muito com o relato de meus pacientes sobre os sintomas da síndrome. Pois não sabem de onde vem e quando vem as crises de angústia.
Talvez a moral da história seja que o olhar do Big Brother (Grande Irmão), seja um Great enemy (Grande Inimigo).
Liberte – se do olhar do Outro e será verdadeira(mente) livre. Dono da sua vida.

Marco Aurélio Dias
Psicólogo Clínico – CRP 08/21538
*Especialista em Psicoterapia Psicanalítica
*Especializando na Clínica Freud – Lacaniana
Telefone: 9.9832-7964

Check Also

A HERANÇA

Veja bem, ser filho de mãe solteira não é demérito algum. Desde que o mundo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.