PIX: quais são os benefícios para o consumidor final?

Ministério da Saúde prevê vacinação de 70 milhões de brasileiros até metade de 2021
12 de outubro de 2020
Ao lado de Luan Santana, Giulia Be lança “Inesquecível”. Ouça!
12 de outubro de 2020

PIX: quais são os benefícios para o consumidor final?

Novo meio de pagamento e transferências só entrará em vigor em novembro, mas empresários do setor já sugerem todas as mudanças e benefícios do sistema

Nas últimas semanas, o nome PIX vem aparecendo como nunca nas redes sociais, nos jornais e nas pesquisas pela internet. E não é à toa. Conhecido como o novo método de pagamentos instantâneos desenvolvido pelo Banco Central do Brasil (Bacen), o PIX promete revolucionar a forma de pagamentos e transferências no país. 

Cerca de 3,5 milhões de brasileiros realizaram o cadastro das chaves PIX somente no primeiro dia para preenchimento de dados no sistema, cujo lançamento oficial está marcado para o dia 16 de novembro. Ao todo, mais de 677 bancos e fintechs também já fizeram a aderência ao novo método de pagamentos e transferências instantâneas. 

Além de impulsionar o ecossistema brasileiro bancário a um patamar mais elevado e sofisticado, o PIX será uma forma válida e segura de garantir mais agilidade e praticidade na forma com que os consumidores finais realizarão pagamentos. Pelo menos é o que informa Ralf Germer, CEO e cofundador da PagBrasil, fintech brasileira líder no processamento de pagamentos para e-commerce.

“O PIX representa uma oportunidade para as startups que trabalham na área de pagamentos, já que estará disponível para todos os players do setor, e irá aumentar a inclusão financeira no país, permitindo que os ‘desbancarizados’ também se beneficiem com o sistema”, comenta.

E as suas mudanças já surtiram efeito. De acordo com a Decode, empresa de pesquisa de big data e inteligência de mercado, a busca pelo termo “fim do TED e DOC” cresceu cerca de 1.850% no Google nos últimos meses.

Benefícios do PIX aos consumidores finais

A principal vantagem do PIX é permitir transações financeiras entre as mesmas ou diferentes instituições, em segundos. Independentemente do dia ou da hora, inclusive em feriados. Além da praticidade e flexibilidade de ter que pedir apenas as informações das chaves cadastradas para ter acesso aos dados do usuário. 

Outro grande benefício ao usuário do novo sistema de pagamentos é o fim das tarifas de TED ou DOC. “As pessoas físicas também não terão tarifas ao fazer pagamentos a estabelecimentos, mas os lojistas estarão sujeitos a taxas para receber os pagamentos”, explica Germer.Apesar das preocupações de brasileiros em relação a possíveis fraudes no sistema, vale destacar que as informações dos usuários do PIX serão armazenadas pelo Banco Central do Brasil e estarão protegidas sob a LGPD (Lei de Proteção de Dados).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.