Google tem um novo plano para agilizar atualizações do Android

Saiba o que acontece quando você não remove um pendrive com segurança do PC
23 de março de 2017
Abril na Netflix: vários títulos originais em filmes e séries chegando ao streaming!
23 de março de 2017

Google tem um novo plano para agilizar atualizações do Android

Atualizações do Android são sempre um drama. Ao mesmo tempo em que os usuários se empolgam com novidades, eles se entristecem ao lembrar que pouquíssimos smartphones serão atualizados para aproveitar os novos recursos, e os que receberem o update podem ter que esperar alguns meses para isso.

No entanto, o Google tem um plano para melhorar, pelo menos um pouco. A empresa afirma que está trabalhando com maior proximidade com fabricantes e já está vendo evolução, pelo menos quando o assunto são os pacotes mensais de segurança. A empresa já notou que houve uma redução drástica no período de espera: de seis a nove semanas, o tempo caiu para apenas alguns dias.

20161128140443_660_420

Na América do Norte, a empresa já notou que, ao final de 2016, 78% dos smartphones rodando Android estavam atualizados com relação às atualizações de segurança, embora poucos estivessem usando o Android 7.0 (Nougat). A Samsung, maior fabricante Android, também se comprometeu recentemente a disponibilizar atualizações de segurança com mais agilidade aos seus celulares na região.

O número é importante, mas a América do Norte reflete pouco a situação do Android no mundo. O sistema operacional é o sucesso que é pelos celulares baratos, que estão um pouco abaixo da realidade de países como Estados Unidos e Canadá, o que explica também a altíssima popularidade do iPhone na região. Os smartphones mais baratos costumam ser abandonados mais rapidamente pelas fabricantes.

Para facilitar o processo e reduzir a dificuldade por parte das fabricantes, o Google também vai liberar um novo modelo de atualizações que reduz o risco de um pacote de correção cause uma falha generalizada no celular (o famoso “brick”). Os updates também terão tamanho reduzido para tornar os downloads mais rápido.

Via TechCrunch

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.