Deseja emagrecer e não consegue?

Red Hot Chili Peppers não joga para o público em show no Rock in Rio
4 de outubro de 2019
AS MELHORES DA DINHEIRO 2019
5 de outubro de 2019

Deseja emagrecer e não consegue?

*Marco Aurélio Dias

É natural que nos preocupemos com o nosso corpo, afinal ele diz muito sobre nós.
O corpo é a forma como cada um se apresenta ao mundo, e é ele também que nos coloca no mundo.

O que isso quer dizer?
O nosso corpo não é apenas uma imagem ou a materialidade do nosso organismo, mas ele é um “Eu”. Dizer “meu corpo” e também dizer “Eu”.
É isso que Freud nos diz em seu texto chamado “O Ego e o Id”: “O ego é, primeiro e acima de tudo, um ego corporal” (Freud, 1923).
É com esse corpo que cada um se mostra ou se esconde do outro. Alguns se mostram no corpo para esconder a alma, outros mostram a alma para esconder o corpo.
Desse modo, uma imagem corporal não é apenas uma imagem, mas um Ser. Um modo de ser.
Sabemos o quanto a relação que temos com o próprio corpo determina muitas coisas em nossa vida. Podemos ser seguros ou inseguros, saudáveis ou doentes, acolhidos ou rejeitados, amados ou odiados, desejados ou ignorados.
É claro que tudo isso se passa no olhar do outro, pois como nos ensina o ditado “ a beleza está nos olhos de quem vê “. Entretanto existe uma estrutura social no olhar de cada um de nós, um modo como vemos o mundo e as pessoas.
Não podemos controlar o olhar do olhar com nossas ações, mas cada um pode ser posicionar em um lugar, de um modo em que os outros possam no reconhecer ali.
O que seria se posicionar em relação ao olhar do outro?
Ser gordo ou ser magro, educado ou antipático, inteligente ou ignorante, são modos de relação. E esses modos de ser, são modelados por nossas escolhas. Quando você faz escolhas, as escolhas também fazem você.
A escolha de emagrecer não é de modo algum uma escolha fácil, muitas vezes ela é algo mais necessário do que propriamente um desejo. Isso porque abrir mão de uma parte do prazer em comer, pela satisfação em conseguir emagrecer, exige trabalho.
Mas não emagrecer também dá trabalho.
Afinal, será que o corpo é só prazer ou também podemos encontrar satisfação com ele?
Nem toda fome é de comida. As vezes enquanto você devora a comida, a angústia, ansiedade e tristeza, devoram a sua vida.
A alma também tem fome.

Marco Aurélio Dias
Psicólogo Clínico – CRP 08/21538
*Especialista em Psicoterapia Psicanalítica
*Especialista na Clínica Freud -Lacaniana
Telefone: 9 9832-7964

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.