domingo , 19 agosto 2018
Últimas

Cuidados na alimentação infantil

Durante o verão, as crianças perdem elevada quantidade de líquidos e minerais devido ao aumento da temperatura corporal e à transpiração excessiva, ocorrendo uma conseqüente diminuição do metabolismo basal.
A frequência de doenças veiculadas por alimentos (DVAs) é elevada nessa época do ano, pois em locais de férias, tais como praia, campo e clubes, os alimentos se encontram expostos e, geralmente, em temperaturas inadequadas de conservação, permitindo a proliferação bacteriana (principalmente de Salmonella sp e Escherichia Colli), ocasionando quadros de diarreia, náuseas e vômitos, que poderão comprometer gravemente a saúde das crianças.


Além disso, ingestão de alimentos com altos teores lipídicos, carboidratos simples e condimentos contribui para o desequilíbrio nutricional.
É recomendável, nessa época do ano, o consumo de preparação com baixos teores calóricos, lipídicos e sódicos, priorizando a ingestão abundante de líquidos para prevenção da desidratação.

COMENTÁRIOS
Hidratação e alimentação regrada e segura do ponto de vista microbiológico e fotoproteção são essenciais para um verão tranquilo. A água deverá ser oferecida em pequenos volumes, fresca, várias vezes ao dia, mesmo que a criança não solicite, baseando-se sempre na regra de Holliday. É importante certificar-se da qualidade do saneamento básico do local escolhido para as férias e, se necessário, utilizar água mineral. Não devemos nos esquecer de estimular o consumo de sucos naturais, água de coco e chás no lugar de refrigerantes, visto que a oferta hidroeletrolítica é mais adequada à ocasião.
Os sorvetes ou picolés à base de água e polpa de frutas também são excelentes opções.
Sabe-se que quando a criança manifesta sede, o estado de desidratação já está estabelecido. Não espere a sede chegar para estimular a oferta hídrica.
As carnes magras são as mais indicadas para essa época, por serem de fácil digestão e mais saudáveis. Opte pelas carnes brancas de aves e peixes e cortes de carne vermelha magra.
Quanto à forma de preparação, varie entre cozidos, grelhados e assados, deixando de lado as frituras que não combinam com o clima quente do verão, além de serem calóricas.
Cuidado com os alimentos à base de leite, gordura e ovos, pois necessitam de refrigeração adequada, sendo os principais responsáveis pelas intoxicações alimentares. Inclua saladas coloridas na dieta infantil, optando por frutas legumes ricos em carotenoides, que estimulam a síntese de melanina, aumentando a resistência da pele aos raios solares. Evite oferecer frutos do mar para crianças menores de 2 anos, em razão do risco de intoxicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*